Notícia

CREF9/PR participa do Termo de Cooperação Técnica do Programa PlanificaSUS


Foto: Gustavo Marçal/SESA

SESA/PR

Nesta quinta-feira (2), o Presidente do CREF9/PR Antonio Eduardo Branco, esteve na Secretaria de Saúde do Paraná (SESA) reunido com o Secretário de Estado da Saúde do Paraná Carlos Alberto Gebrim Preto “Beto Preto” e com o Superintendente Geral do Esporte Hélio Wirbiski.

Na ocasião foi assinado pelo secretário estadual de saúde Beto Preto, o Termo de Cooperação Técnica do PlanifocaSUS, que formaliza a implantação da Planificação da Atenção (PAS) que será realizada por meio de workshops, oficinas tutoriais, cursos e outras atividades complementares desenvolvidas nos municípios do Estado.

O programa está embasado em três grandes pilares da saúde, como a Atenção Primária à Saúde (APS), a Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) e a Atenção Hospitalar (AH), áreas em que a SESA cria ações e estratégias, integrando equipes que possam atuar diretamente com o usuário da saúde como, por exemplo, os profissionais de Educação Física.

O documento também foi assinado pelo presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems), Ivoliciano Leonarchik, dando o aval necessário para que o PlanificaSUS seja estendido às 22 Regionais de Saúde, nos 399 municípios do Estado.

O PlanificaSUS unifica as ações primárias, a integração entre a atenção primária e o ambulatorial é um dos diferenciais do programa, que foi iniciado em 2019, mas teve de diminuir o ritmo por causa do cenário atual de pandemia em todo o mundo.

 


PROGRAMA

O PlanificaSUS iniciou há cerca de dois anos, com um projeto piloto desenvolvido em Irati (4ª Regional de Saúde), no período de 2019 a 2020, por meio de apoio técnico do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) e do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, via Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (ProadiSUS). A etapa II do programa em Irati vai começar no dia 23 de setembro. Já as outras 21 Regionais de Saúde vão iniciar o primeiro módulo do programa a partir da assinatura do termo. O projeto também conta com um sistema de monitoramento e avaliação das ações implantadas na RAS da região, a fim de realizar um diagnóstico do marco zero do projeto.