CREF9/PR - Telefone0800 643 2667 • (41) 3363-8388

CREF9/PR destaca papel do profissional de Educação Física no Dia Mundial de Prevenção da Obesidade


11/10/2017

Atividades físicas e exercícios orientados são importantes na redução das taxas da doença, que tem levado cerca de 80 mil pessoas a óbito todos os anos



No Dia Mundial de Prevenção da Obesidade, que se comemora em 11 de outubro, o Conselho Regional de Educação Física do Paraná (CREF9/PR) lembra o importante papel que a atividade física orientada tem nos programas de emagrecimento e no controle da obesidade e suas complicações, doença que tem levado cerca de 80 mil pessoas a óbito todos os anos.

“Juntamente com outras áreas da saúde, o profissional de Educação Física atua na profilaxia dos males que podem levar à obesidade mórbida, e também auxilia no tratamento e controle da doença”, lembra o professor Antonio Eduardo Branco, presidente do CREF9/PR.

Ele reforça que, através de atividades físicas e exercícios orientados, juntamente com uma boa anamnese, um bom controle e um bom check up, os profissionais da Educação Física têm um papel significativo na redução das taxas da obesidade, assim como na prevenção das doenças crônicas associadas a ela, tais como pressão alta, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares, entre outras.

“Temos nos colocado sempre à disposição para apoiar iniciativas do Conselho Nacional de Saúde e das Secretarias de Saúde, para que efetivamente, cada dia mais, essas parcerias contribuam para melhorar à saúde da população”, reforça o presidente. “Estamos dispostos e à postos para contribuir com o controle dessa epidemia, através dos exercícios e atividades físicas orientadas pelos profissionais de Educação Física”, finaliza.

 

A importância do exercício físico

Qual a importância do exercício físico no emagrecimento e combate a obesidade?

O crescimento do sobrepeso e da obesidade no país é realmente preocupante, considerando que aproximadamente metade da população tem sobrepeso e mais cerca de 20%, está obesa (IMC >30). Contudo, é ainda mais preocupante que cresçam junto com estes números as frequentes tentativas de lucrar com fórmulas e receitas “mágicas” prometendo emagrecimento, como medicações, dietas e programas de exercícios que não tem o devido embasamento científico.

Em se tratando de exercício e emagrecimento, é importante destacar que a ideia de que apenas exercício aeróbio e de longa duração é efetivo para perder peso não é verdade, já que este a função primária do exercício deve ser de causar desequilíbrio energético, fazendo com que o indivíduo consuma menos calorias do que gasta com as atividades do seu cotidiano e com seu metabolismo. Porém a maior parte da energia, mais da metade inclusive, vem do metabolismo de repouso. O exercício é capaz de aumentar o gasto calórico diário total, favorecendo o alcance deste desequilíbrio energético, e isto, por si só, já ajuda a emagrecer, independente se for exercício aeróbio, musculação, intervalado, bastando apenas somar calorias gastas.

Porém, de acordo com a literatura, o exercício físico sozinho, isto é, sem controle da dieta, não á capaz de promover grandes perdas de peso, necessitando uma quantidade grande exercício semanal para resultar em perdas de peso significativas. Já o controle dietético, ou as dietas de restrição de calorias, promovem perdas de peso, porém, junto com a perda de peso, reduz-se tecido adiposo bem como tecido muscular, e perder massa muscular é um aspecto bastante negativo para o processo de emagrecimento, já que junto com os quilos perdidos, o metabolismo de repouso também diminui, tornando o metabolismo mais lento. Esta redução acaba favorecendo o reganho de peso, o tal efeito sanfona.  Mas, ao recuperar o peso, apenas o tecido adiposo é que aumenta, não ocorrendo a recuperação da massa muscular perdida. 

A solução mais interessante acaba sendo a associação do exercício físico com a dieta, bem como o acompanhamento médico do paciente obeso. O exercício físico, nos programas de perda de peso, além de gastar calorias, atenua a redução do metabolismo de repouso, sendo, inclusive, o treinamento com pesos, ou musculação, a melhor opção para manter o metabolismo acelerado, já que promove aumento e manutenção da massa muscular.