CREF9/PR - Telefone0800 643 2667 • (41) 3363-8388

Orientando para a saúde: a participação do Profissional de Educação Física como agente promotor de saúde


07/04/2017Artigos

Cada vez mais os Profissionais de Educação Física vem conquistando espaço na área de saúde através da atividade física e promoção hábitos saudáveis


A Educação Física tem conquistado cada vez mais espaço na área da saúde. Com os avanços nas pesquisas que tratam sobre os benefícios da atividade física na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e cardiopatias, os olhares dos gestores de Saúde tem se voltado para a Profissão como agentes promotores de hábitos saudáveis para a população. Isso é perceptível na inclusão do Profissional de Educação Física entre os 14 profissionais da área de saúde segundo a portaria 287, de agosto de 98, do Conselho Nacional de Saúde.

O aumento da conscientização da sociedade, gestores e Profissionais, somados aos resultados de pesquisas, fazem com que o interesse pela Educação Física como uma ferramenta de promoção de saúde conquiste espaço nas universidades e crie mais oportunidades de inserção mercadológica tanto no setor público, quanto no privado. Cada vez mais os currículos envolvendo saúde se fazem presentes nas cadeiras das escolas de Educação Física de todo país, incentivando a procura e desenvolvimento de pesquisas na área. E mais Profissionais têm interesse em buscar especializações para atuar em programas públicos como o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e Academia da Saúde – ambos projetos do Governo Federal. Isso é reflexo do reconhecimento da Profissão.

A Profissão está em alta, e um dos exemplos do crescimento da Educação Física dentro da área da saúde é a eleição de um Profissional de Educação Física para a Presidente do Conselho Estadual de Saúde do Paraná. O Profissional de Educação Física e Conselheiro do CREF9/PR, Marcelo Hagebock, foi eleito Presidente da Gestão 2017 do Conselho de saúde, após ocupar uma cadeira conquistada pelo CREF9/PR.

Para Hagebock, a eleição representa o reconhecimento da importância da Educação Física por diversos setores da sociedade. O fato de hoje nós termos um Profissional de Educação Física como presidente de um Conselho Estadual de Saúde, no Estado do Paraná que sempre foi vanguarda nas ações de saúde, é uma gratificação muito grande para a Profissão. Isso demonstra abertura que a Educação Física tem em diversos segmentos da sociedade, do setor público, de algumas organizações não governamentais e lideranças na sociedade”.

Hagebock completa explicando que isso se dá pela atuação do Profissional na sociedade. “Hoje eu sou um dos representantes da Profissão. Mas o trabalho de todos os Profissionais têm gerado essa repercussão dentro da sociedade. Se nós temos esse reconhecimento, com certeza isso vai alavancar diversas outras atribuições da categoria dos Profissionais de Educação Física, nos inserindo cada vez mais na discussão e fiscalização das políticas públicas, buscando uma melhor intervenção em benefício da sociedade”.

Além de beneficiar a sociedade, a participação do Profissional de forma ética e qualificada traz melhorias para o sistema de saúde, reduzindo gastos no custo de manutenção e compra de medicamentos, e diminuindo as filas para o atendimento.

Hoje, diversos estudos apontam que indivíduos ativos consomem menos medicamentos e precisam de atendimento médico em menor frequência do que indivíduos sedentários. Os resultados são ainda mais potencializados quando envolvem a prática de atividade física orientada por um Profissional de Educação Física, garantindo mais eficácia e segurança nos treinamentos.

A inclusão do Profissional de Educação Física nas políticas públicas e no Sistema Único de Saúde (SUS) é uma grande conquista para a Profissão, ainda mais com grande parte do país sendo SUS dependente. O mesmo se reflete no setor privado que cada vez mais abre as portas para que Profissionais de Educação Física atuem dentro de hospitais e clínicas.

Embora a visão moderna da saúde passe pela prevenção e promoção da saúde, e que o espaço do Profissional de Educação Física venha em uma crescente, ainda existem muitas demandas a serem supridas pela Educação Física.

Para Hagebock a mobilização dos Profissionais é essencial para isso. “Ainda temos bastante espaço para buscar perante as políticas públicas, não só de inserção mercadológica, mas também no desenvolvimento de ações junto à sociedade. Nós não temos uma abertura em todos os municípios, é importante que os Profissionais de Educação Física se insiram na discussão das políticas públicas, busquem junto aos conselhos municipais e estaduais de saúde fortalecer essas políticas públicas. Mostrar para os gestores e para a sociedade o que a categoria pode estar desenvolvendo e os benefícios que isso traz”.

E não é só dentro de programas de saúde, hospitais e postos de saúde que o Profissional deve atuar como agente promotor de hábitos saudáveis. No seu dia a dia, o Profissional de Educação Física deve promover a prática de exercícios e físicos e conscientizar as pessoas sobre a importância de uma vida mais ativa, combatendo o sedentarismo. Isso deve acontecer nas escolas, nas academias, no desporto e em todas as áreas de prerrogativa do Profissional de Educação Física.